Como prevenir a ruptura do tendão de Aquiles?

Osteoartrite de quadril: como tratar?
janeiro 24, 2019
Água no joelho: por que ocorre o derrame articular?
fevereiro 11, 2019

Localizado na parte de trás do tornozelo, o tendão de Aquiles é o mais comprido e mais forte tendão do corpo humano. Sua ruptura é mais comum em pessoas entre os 30 e 50 anos de idade e que praticam atividades físicas não regulares ou de alto impacto.

 

A lesão na grande maioria das vezes é total e, geralmente, é acompanhada de dor súbita e extrema, edema, sensação de estalo ou de ter levando uma pedrada, além de dificuldade para caminhar e a perda de força para ficar na ponta dos pés. O tratamento pode ser cirúrgico ou não e vai depender da gravidade da lesão, do nível de atividade e da idade do paciente. Quando a opção é o tratamento cirúrgico, atualmente existem técnicas minimamente invasiva que reduzem a chance de complicações e encurtam o processo de reabilitação.

Algumas medidas simples podem reduzir as chances de ruptura do tendão de Aquiles:

– Alongue e fortaleça diariamente os músculos da panturrilha;

– Inicie gradualmente qualquer atividade física, aumentando progressivamente a duração e a intensidade do treino;

– Limite ou evite corridas em superfícies duras, irregulares ou escorregadias;

– Evite atividades que implicam em maior tensão sobre os tendões, como pular e correr em plano inclinado;

– Procure variar os exercícios, alternando atividades de alto impacto, como corrida, com atividades de menor impacto, como ciclismo, caminhadas e natação;

– Use um calçado adequado para a prática de cada modalidade, com boa absorção de impacto e apropriado ao formato do pé.

 

Em caso de suspeita, consulte nosso especialista em cirurgia do tornozelo e pé, Dr. Franco Foresti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *